Não acredito em evolução espiritual ou coisa parecida, e sendo assim não sou o tipo de pessoa que espera algo de bom do ser humano. E vivo bem com isso, sem angústia nem preocupações.

Mas existem certos dias de inverno em que o sol aparece e deixa a temperatura morninha e agradável nas ruas e por dentro de mim. Nesses dias gosto de sair para comprar pão, andar um pouco e observar as pessoas na rua. Sem julgá-las. Apenas para observar e, talvez, desenhá-las depois, de memória. Nesses dias sinto uma certa ternura pelos seres humanos. Todas as coisas ruins que fazemos uns aos outros são esquecidas e o mundo parece estar em paz, ao menos naquele dia, ao menos naquele momento.

Anúncios