Achei bem legal essa entrevista com o Claes Reimerthi que o Roberto Sabino postou no FB.

O Reimerthi escreve histórias do Fantasma para a editora Egmont. Na entrevista ele fala sobre seu processo de trabalho, um pouco dos bastidores da produção do Fantasma e a parte que eu achei mais interessante: o ponto de vista dele sobre os vilões (do Fantasma, mas creio que pode ser aplicado a todos).

Nos últimos anos de publicação do Fantasma pela Editora Globo, as histórias que eu mais gostava eram essas feitas pelo povo da Egmont. Na minha opinião, eles conseguiram modernizar o Fantasma na medida certa, com bom senso, diferentemente das tentativas americanas, que modernizaram o personagem também mas o descaracterizaram muito.

Anúncios